Pular para o conteúdo principal

Destaques

Lançamento do Unicom Conflitos reúne profissionais para debate com alunos

A nova edição do Jornal Unicom, produzida em cima do tema “Conflitos que transformam”, teve o lançamento oficial na noite dessa segunda-feira, 27, em um evento onde o assunto central da publicação foi debatido. Mediado pelo professor Demétrio de Azeredo Sóster, o debate iniciou após as 19h30, no auditório do Memorial da Unisc, e teve como convidados à mesa o jornalista Rodrigo Lopes, a psicóloga e socióloga Gabriela Maia e o sociólogo e professor Luiz Augusto Campis.
No primeiro momento, os três convidados tiveram a oportunidade de falar sobre conflitos que transformam – para o bem ou para o mal – a partir das perspectivas profissionais e pessoais de cada um. Quem deu início a essa fase foi Gabriela, que tratou majoritariamente sobre questões de gênero e a violência acerca disso. Dando sequência, com uma perspectiva mais sociológica, Campis falou sobre a Teoria do Conflito Social, de Karl Marx, relacionando-a com a realidade. Para finalizar, Lopes fez uma breve apresentação sobre a …

Um bom exemplo de Jornal Laboratório

A formação superior em Jornalismo compreende não apenas a teoria como também a prática, e os jornais laboratórios surgem como uma possibilidade aos acadêmicos de exercer justamente a prática jornalística. É com esse objetivo que através da disciplina de Produção em Mídia Impressa, estamos realizando mais uma edição do Unicom. Ao produzi-lo, simulamos os passos de produção da reportagem, a rotina das redações, a divisão de tarefas, a escolha da pauta, a linha editorial, as responsabilidades de cada um, ou seja, a ideia é ter um ambiente de trabalho semelhante àquele que encontraremos mais tarde na nossa profissão.

Além disso, para produzir um jornal laboratório de qualidade nada melhor do que antes buscar bons exemplos. O Marco (Campus Coração Eucarístico em Belo Horizonte) é um dos jornais laboratórios da PUC de Minas Gerais e foi considerado através do prêmio Expocom, o melhor do país em dois anos e esteve entre os três primeiros em outros quatro anos. Talvez, sua principal característica é estar pautado pelo Jornalismo Comunitário, já que ouve as comunidades carentes de vários bairros próximos do campus da universidade. É pela sua enorme contribuição a comunidade, que ele se torna relevante.

O jornal conta com a participação voluntária dos alunos de todos os semestres do curso de Jornalismo, o que demonstra a liberdade e a grande oportunidade dos alunos, independente do conhecimento adquirido, de participarem do processo de produção. A última edição do Marco é de 19 de abril e trata de assuntos variados, com destaque para o caso Lava-jato e o posicionamento dos alunos em defesa da democracia. Você pode acessá-lo através da página do facebook:



Até que provem o contrário, o jornal laboratório é a melhor oportunidade de unir a teoria à prática. Abraçar isso com responsabilidade é muito importante.



Comentários

Postagens mais visitadas