segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Ex-atriz pornô Sasha Grey lança livro

Aos 25 anos, Sasha Grey decide se aposentar dos filmes adultos. Após emplacar 271 filmes pornôs entre 2006 e 2011, a ex-atriz resolveu lançar um livro. Juliette Society, esse é nome da obra erótica da moça. Na carreira como atriz pornô, Grey ganhou muitos prêmios, como o  de melhor cena de sexo grupal e oral.
 
                                      Crédito: Divulgação
 
                 Encontrei uma entrevista bacana com ela no iOnline! Clique aqui!
 
 
 

Unicom é pauta de outras disciplinas da Comunicação

O colega Guilherme Bicca está preparando um material para a aula de Jornalismo Online. O assunto? Bastidores do Unicom 2013! Na aula de hoje, flagrei ele gravando tudinho!!!

    Crédito: Ani Camila Jantsch
    Diana, Liese e Mirian discutindo a diagramação do Unicom

Reportagens sobre sexo


Essa dica de leitura vai principalmente para os colegas jornalistas! Trata-se do livro "Um Sábado no Paraíso do Swing: E outras Reportagens sobre Sexo", da editora Panda Books. Miguel Icassatti, organizador da obra, garimpou 40 das melhores reportagens sobre sexo publicadas pela imprensa brasileira, assinadas por um respeitadíssimo time de feras! Troca de casais, os bastidores de filme pornô, o mundo secreto do sadomasoquismo, o que rola nos corredores dos motéis, e dos sex-shop, o clube de hedonismo, o repórter que se fantasiou de stripper, homossexualidade no futebol e até o entrevistado que resolveu tirar a roupa no começo da entrevista.
 

                                          Crédito: Google

 



É hora da orgia!



Com o objetivo de trazer à tona diferentes opiniões sobre sexo e pornografia foi criado o programa "A hora da orgia"

São quase 30 minutos de debates picantes protagonizados por acadêmicos de jornalismo da Unisc que não possuem papas na língua. São eles: Daniela Lemes, Lucas Dalfrancis, Ani Camila, Leandro Porto e Wiliam Reis, pautados pelo produtor Guilherme Bica.

A primeira edição, que já faz o aquece para a próxima edição do Unicom, aborda o assunto vídeos pornôs.

Para ouvir o programa clique no player abaixo.

domingo, 29 de setembro de 2013

Hollywood lança filme sobre homem viciado em pornografia

No filme “Como Não Perder Essa Mulher?” ( Don Jon em inglês), o personagem de Gordon-Levitt é um garanhão que tem grande aptidão em atrair mulheres, por isso ganha o apelido de Don Juan de seus amigos. Porém, seu vício em pornografia o deixa insatisfeito com sua vida sexual, e assim ele parte para novas aventuras nesse campo. No Brasil o filme terá quatro exibições no festival do Rio e deve ter lançamento nacional no dia 6 de dezembro, nos EUA a estreia é na próxima sexta-feira. O filme é dirigido por Joseph Gordon-Levitt, tem em seu elenco Scarlett Johansson e Julianne Moore e conta com uma duração de 95 min. Para assistir o trailer, clique aqui.

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Ator pornô anuncia estar com Aids

Rod Daily anunciou este mês estar infectado com o vírus HIV. Este foi o segundo caso de ator famoso que se declara portador da doença, a outra foi a atriz Cameron Bay. Desde então a indústria pornográfica de Los Angeles está com atividades canceladas por tempo indeterminado.
Com o caso, volta à discussão sobre o uso de preservativos durante os filmes, já que se especula que Rod tenha se infectado por uma filmagem. Vale lembrar que duas das principais produtoras de filmes pornô (Vivid Entertainment e a Califa Productions ) entraram na Justiça contra a lei que exige que atores pornôs do condado de Los Angeles usem camisinha. Para mais informações clique aqui e aqui

Dica de Filme

Crimes em Wonderland conta a história de uma lenda dos filmes pornôs. Com cerca de 3000 mil filmes, John Holmes foi considerado uma das primeiras estrelas do mercado pornô mundial. A história retrata principalmente o período de declínio de sua carreira, devido ao consumo excessivo de drogas. Val Kilmer faz o papel de John, que morreu em 1988 devido a complicações do vírus da AIDS. A história ajuda a compreender o “boom” das primeiras grandes produções pornôs americanas do início dos anos 70. Para assistir o trailer, clique aqui.

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Atriz inspira apelido de lei

É incrível a força da mídia e de pessoas famosas quando têm sua credibilidade posta em xeque. A Lei sobre crimes virtuais, posta em vigor ainda neste ano teve o seguinte apelido: Lei Carolina Dieckmann – em função da exposição de 36 fotos da atriz sem o seu consentimento no ano de 2012. A intervenção no Código Penal Brasileiro pune criminosos cibernéticos em até um pouco mais de três anos (punição considerada branda pelos juristas do país). Confira um pouco mais sobre esta pauta na matéria.



Instagram barra hashtags com referências à pornografia

Seja para proteger o usuário de conteúdo impróprio ou perigoso, por motivos comerciais ou para melhorar a experiência de navegação pelo conteúdo, o Instagram está fazendo uma limpa nos resultados de certas hashtags. Quer saber mais? Acesse o jornal Zero Hora. 






O perigoso mundo pornô

É no mínimo curioso esse vídeo postado no Youtube que fala sobre as causas das mortes de atrizes pornôs, algumas famosas outras nem tão famosas assim. Grande parte suicidou-se ou teve envolvimento com drogas, e vale a pesquisa na internet de cada nome citado e é possível descobrir que realmente as informações do vídeo procedem.


Ilustrações

Para a galera que vem acompanhando as novidades desta 1ª edição do Unicom, já temos os quadrinhos de Márcio Meyer para ilustrar as páginas do jornal. O quadrinista criou tirinhas do personagem Edi Mania, alucinado por mulheres bonitas e sempre se metendo em confusão. Edi Mania é acompanhado por seu amigo Gaio, o herói do nosso atrapalhado protagonista. Aventura, paixão, humor, e muita confusão! Márcio Meyer arrasou! AGUARDEM!

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

12% dos sites do mundo são pornôs

Esse dado é do ano de 2010, pois infelizmente não encontrei números mais atualizados sobre o assunto. Entretanto, percebe-se a força dos sites pornográficos no mundo cibernético e a procura dos internautas pelo conteúdo. O mais engraçado é que o tema gera intimidações entre as rodas de amigos e discussões públicas, no entanto é algo extremamente corriqueiro e normal de qualquer ser que não é assexuado.

A matéria é bastante informativa e aborda questões de ordem econômica.



terça-feira, 17 de setembro de 2013

Do pornô ao real sem frustrações

Nem toda a performance que lhe inspira nos filmes de orgia é o retrato fiel do seu parceiro em ação. A imagética do universo pornô nem sempre condiz com a vida real, na verdade o distanciamento é grande. Iniciemos pela medida do comprimento do pênis: os atores têm em média 20 centímetros de dote, enquanto na realidade o tamanho fica em 17 cm na maioria dos homens. Aquela transa interminável também é balela, pois 75% dos homens ejaculam em até três minutos.


segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Imaginação ganhará forma

Se para os homens um filme erótico é excitante, para o sexo oposto uma boa literatura pornográfica é estimulante. Isto por que segundo a sexóloga Laura Muller, os homens são mais visuais e as mulheres imaginativas, fato que explica essa diferença em gostos pornográficos.
Por que não unir literatura e imagem? A literatura pornográfica queridinha do momento, 50 Tons de Cinza, terá sua versão para a telona. Previsto para ser lançado em 1ª de agosto de 2014, pela Universal Pictures.
Ficou curioso(a)? Acompanhe o trailer oficial. 





Amor e sexo (Rita Lee)

Rita Lee canta que
"Amor é um livro

Sexo é esporte
Sexo é escolha
Amor é sorte..."

... e pornografia, o que é?



11 livros que mudaram a história do sexo

De acordo com o site Delas a forma como entendemos a sexualidade hoje em dia começou a se desenvolver há pouco mais de um século. Isso ocorreu a partir dos estudos do médico e psicanalista austríaco Sigmund Freud. Ao lado dele, vários outros especialistas publicaram obras que ajudaram a desmistificar e entender a sexualidade humana. 
Alguns dos principais livros já publicados sobre o assunto estão no link abaixo:

Site Delas

Na hora da orgia


Acanhados, com as bochechas encarnadas e as palavras comedidas para não pronunciar asneiras. Assim estavam eu (Lucas Dalfrancis), Wiliam Reis, Ani Camila, Daniela Lemos e Leandro Junkherr. Diante dos microfones coloridos e da superação de acadêmicos sem-vergonhas na última segunda-feira, dia 9, demos início a programação de rádio a fim de tratarmos do tema pornografia, mesmo assunto a ser abordado no próximo jornal laboratório Unicom.
Supervisionados pelo professor Demétrio de Azeredo Soster dialogamos de forma aberta e latente sobre o mercado pornográfico, suas curiosidades e o modo peculiar como se desenvolve tais produções. Divergências entre homens e mulheres, suas descobertas na cama e no corpo também foram abordados sem pudor. Os integrantes partilharam suas vivências, revelaram confissões e contribuíram para o debate com posicionamentos firmes e conscientes – tendo em vista a experiência no assunto.

O produtor Guilherme Bica deu conta da produção das pautas e de compilar os materiais responsáveis por trazer mais informação ao confronto de ideias.

Aguardemos a edição.   

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Fábrica dos prazeres sem fim

A maior empresa de artigos eróticos da América Latina é brasileira. O sonho dos proprietários começou na cozinha de casa há mais de dez anos e se transformou num negócio promissor visto a demanda acentuada do mercado. A reportagem da revista Marie Claire é do ano passado, mas vale ser lida com atenção tendo em vista o progresso do comércio neste âmbito. A matéria também coopera para desmistificar a pornografia, muitas vezes atrelada a conceitos e ações de caráter pejorativo. Cada dia mais, ao longo desta edição, tenho alargado meu olhar sobre o tema.
Esta produção ainda pode auxiliar a turma no desenvolvimento do impresso.

Apreciem o conteúdo. Valeu.





quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Qual é a sua pornografia? E o seu medo?

Vejam o quanto este clipe é sugestivo, engraçado e, sobretudo, picante sem deixar de ser bem produzido. A canção dialoga bastante com nosso tema e, por esta razão, decidi postar neste canal. Que a música seja inspiradora para uma produção viva, intensa e quente.

Divirtam-se e façam sua interpretações subjetivas. 


segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Por que precisamos estar atentos ao Jornalismo Multimídia?


Produzir conteúdos para jornal impresso, rádio, internet... Por que nós, estudantes de Comunicação, precisamos estar atentos ao Jornalismo Multimídia? No vídeo abaixo, a jornalista Ana Flávia Hantt comenta a respeito desse tema. Vale lembrar que ela fez sua monografia sobre o assunto, estudando o caso do jornalista Rodrigo Lopes. Nesse trabalho, a também editora de cadernos especiais da Folha do Mate foi orientada pelo professor doutor Demétrio de Azeredo Soster.


Nosso organograma

Pessoal querido, segue abaixo, o nosso organograma, com os passos a serem seguidos quando a reportagem estiver pronta. Peço a atenção de todos!





A leitura é muito importante na produção de um texto. Ao pesquisar o que já foi feito na área de Narrativas Pornográficas, me deparei com um dado muito interessante. Antes de haver fotografia e cinema, já existia pornografia. Ela era feita através de pinturas e esculturas. Vejam uma pintura rupestre do período Paleolítico e uma escultura. Embora naquela época, os desenhos mais frequentes fossem de animais e caça, também já havia ilustrações pornográficas.

terça-feira, 3 de setembro de 2013

Pensando nas imagens

Neste semestre, o Unicom vai dedicar um espaço especial para os quadrinhos. Na última aula já tivemos um bate-papo com o desenhista e quadrinista Márcio Meyer, o mais novo integrante da turma. Além dos traços, também fazem parte das imagens do Unicom, o design da informação seja impresso ou online, as fotografias e filmagens.

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Matéria da versão on-line da Folha de S.Paulo, assinada por Catia Lessa, traz um assunto que de alguma forma dialoga com a temática do primeiro Unicom do semestre 2013/2, ainda que mais para o lado do erotismo.

Trata-se de uma entrevista com Sérgio Picciarelli, 58, que trabalho como "tratador" de imagem e editor de fotografia da revista Playboy entre 1999 e 2012.

Um trecho: "O pessoal acha que eu vivo rodeado por mulheres peladas. Mas, no fim, você aguenta uma pressão enorme, passa madrugadas acordado e não recebe nem um obrigado. Mentira a Cleo Pires uma vez me mandou um beijo durante uma entrevista na televisão".

Leia a matéria por aqui.