Pular para o conteúdo principal

Destaques

Lançamento do Unicom Conflitos reúne profissionais para debate com alunos

A nova edição do Jornal Unicom, produzida em cima do tema “Conflitos que transformam”, teve o lançamento oficial na noite dessa segunda-feira, 27, em um evento onde o assunto central da publicação foi debatido. Mediado pelo professor Demétrio de Azeredo Sóster, o debate iniciou após as 19h30, no auditório do Memorial da Unisc, e teve como convidados à mesa o jornalista Rodrigo Lopes, a psicóloga e socióloga Gabriela Maia e o sociólogo e professor Luiz Augusto Campis.
No primeiro momento, os três convidados tiveram a oportunidade de falar sobre conflitos que transformam – para o bem ou para o mal – a partir das perspectivas profissionais e pessoais de cada um. Quem deu início a essa fase foi Gabriela, que tratou majoritariamente sobre questões de gênero e a violência acerca disso. Dando sequência, com uma perspectiva mais sociológica, Campis falou sobre a Teoria do Conflito Social, de Karl Marx, relacionando-a com a realidade. Para finalizar, Lopes fez uma breve apresentação sobre a …

Prédio do museu de Venâncio Aires é tombado


Fiquei muito feliz quando soube dessa notícia. O Edifício Storck, onde funciona o Núcleo de Cultura de Venâncio Aires (NUCVA) e está armazenado todo o acervo do museu, foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado do Rio Grande do Sul (Iphae/ RS). Nesta quarta-feira (21), uma cerimônia fará o comunicado oficial.

O prédio foi construído em 1929 e há 15 guarda o acervo do museu. Fui voluntária da Casa de Cultura de Venâncio Aires em 2004 e naquele ano tive a oportunidade de conhecer o trabalho feito pela equipe coordenada pelo doutor Flávio Seibt, idealizador do museu, e pela professora Angelita da Rosa. O material do museu é riquíssimo e guarda a história não só de Venâncio Aires, mas de outros municípios da região. Numa parceria com a Unisc, o NUCVA foi o responsável, por exemplo, pela restauração da Igreja de Santo Amaro, General Câmara, uma das mais antigas do Estado, e que também foi tombada.

Novamente, fiquei muito feliz com a notícia. O tombamento do Edifício Storck é mais uma forma de manter viva a memória da nossa comunidade.

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas