Pular para o conteúdo principal

Destaques

Lançamento do Unicom Conflitos reúne profissionais para debate com alunos

A nova edição do Jornal Unicom, produzida em cima do tema “Conflitos que transformam”, teve o lançamento oficial na noite dessa segunda-feira, 27, em um evento onde o assunto central da publicação foi debatido. Mediado pelo professor Demétrio de Azeredo Sóster, o debate iniciou após as 19h30, no auditório do Memorial da Unisc, e teve como convidados à mesa o jornalista Rodrigo Lopes, a psicóloga e socióloga Gabriela Maia e o sociólogo e professor Luiz Augusto Campis.
No primeiro momento, os três convidados tiveram a oportunidade de falar sobre conflitos que transformam – para o bem ou para o mal – a partir das perspectivas profissionais e pessoais de cada um. Quem deu início a essa fase foi Gabriela, que tratou majoritariamente sobre questões de gênero e a violência acerca disso. Dando sequência, com uma perspectiva mais sociológica, Campis falou sobre a Teoria do Conflito Social, de Karl Marx, relacionando-a com a realidade. Para finalizar, Lopes fez uma breve apresentação sobre a …

Todos atentos...

Como sabem, amanhã é a data limite para entrega de matérias. Todos sabem, também, que não tem conversa com editora chata hehe...Portanto, é de suma importância que, aqueles que não entregaram na aula passada, o façam nesta terça-feira. Não haverá mais prazo, pois estamos no limite de tempo.
Numa redação comum, por certo, os editores pediriam as reportagens para ontem. Precisamos exercitar a capacidade de criarmos algo legal em um curto período de tempo, pois é isso que o mercado de trabalho quer e cobra.


Dica da editora: Existem pessoas que pegam uma pauta e vão fazendo entrevistas sem rumo. Uma boa reportagem é feita a partir de pesquisa e planejamento. Muito além de contar histórias, precisamos mostrar que, em determinado assunto - embora já amplamente debatido - existe sempre algo novo e de interesse público.
Explico-me com um exemplo: Bom, digamos que você foi escalado para fazer a cobertura de uma enchente. Chuvas torrenciais sempre rendem pautas, mas a maioria se mostra pouco criativa quando elabora a matéria. Uma simples descrição/observação pode fazer a reportagem se tornar muito mais atrativa. É o seu testemunho que dará vida à matéria, caso contrário ela morre na casca, como qualquer literatura rápida e banal.

A partir de hoje, todos os dias postarei algumas dicas úteis em termos de reportagem. Professor Demétrio, me corrija se eu estiver errada.

Grande abraço, amigos

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas