Pular para o conteúdo principal

Destaques

Lançamento do Unicom Conflitos reúne profissionais para debate com alunos

A nova edição do Jornal Unicom, produzida em cima do tema “Conflitos que transformam”, teve o lançamento oficial na noite dessa segunda-feira, 27, em um evento onde o assunto central da publicação foi debatido. Mediado pelo professor Demétrio de Azeredo Sóster, o debate iniciou após as 19h30, no auditório do Memorial da Unisc, e teve como convidados à mesa o jornalista Rodrigo Lopes, a psicóloga e socióloga Gabriela Maia e o sociólogo e professor Luiz Augusto Campis.
No primeiro momento, os três convidados tiveram a oportunidade de falar sobre conflitos que transformam – para o bem ou para o mal – a partir das perspectivas profissionais e pessoais de cada um. Quem deu início a essa fase foi Gabriela, que tratou majoritariamente sobre questões de gênero e a violência acerca disso. Dando sequência, com uma perspectiva mais sociológica, Campis falou sobre a Teoria do Conflito Social, de Karl Marx, relacionando-a com a realidade. Para finalizar, Lopes fez uma breve apresentação sobre a …

Pede pra sair, de bermuda

A sede da corporação policial mais famosa do Brasil, o Bope, fica no pé de um morro no bairro das Laranjeiras, na zona Sul do Rio. Na entrada, uma placa avisa: Seja bem vindo, visitante; mas não faça movimentos bruscos.

Cheguei logo depois do almoço e fui recepcionado por dois policias de plantão. Ambos com um fuzil 765 na mão, boina na cabeça e a famosa farda preta. Depois de muitas piadas questionando a masculinidade do gaúcho, além de interessantes histórias sobre a máquina de matar (eles se autodenominam dessa forma), fui chamado para a sala do comandante do Bope.
Feliz da vida, cheguei na porta de sua sala. Ele me olhou dos pés a cabeça. Disse: "Ah, tchê (eu já havia recebido esse apelido dos policias que passaram o rádio me anunciando) de bermuda não dá".
E foi assim, pela falta de um pedaço de pano cobrindo a minha canela, que eu perdi uma interessante matéria.
Pessoas de bermuda não podem entrar em área militar - mas eu só vim a saber disso depois de chegar na sede do Bope.

Comentários

  1. Consegui "visualizar" a cena...hehehe
    Mas valeu o esforço. De qualquer forma, já sabes: mesmo sob sol escaldante e sensação térmica de 57º no Rio de Janeiro, vá de terno e jamais, jamais, diga que é gaúcho.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas