Pular para o conteúdo principal

Destaques

Lançamento do Unicom Conflitos reúne profissionais para debate com alunos

A nova edição do Jornal Unicom, produzida em cima do tema “Conflitos que transformam”, teve o lançamento oficial na noite dessa segunda-feira, 27, em um evento onde o assunto central da publicação foi debatido. Mediado pelo professor Demétrio de Azeredo Sóster, o debate iniciou após as 19h30, no auditório do Memorial da Unisc, e teve como convidados à mesa o jornalista Rodrigo Lopes, a psicóloga e socióloga Gabriela Maia e o sociólogo e professor Luiz Augusto Campis.
No primeiro momento, os três convidados tiveram a oportunidade de falar sobre conflitos que transformam – para o bem ou para o mal – a partir das perspectivas profissionais e pessoais de cada um. Quem deu início a essa fase foi Gabriela, que tratou majoritariamente sobre questões de gênero e a violência acerca disso. Dando sequência, com uma perspectiva mais sociológica, Campis falou sobre a Teoria do Conflito Social, de Karl Marx, relacionando-a com a realidade. Para finalizar, Lopes fez uma breve apresentação sobre a …

Ainda em clima de preguiça...

Olá pessoal!

 O nosso segundo jornal já está em fase de produção. Mas com o fim do semestre, milhares de tarefas para fazer e esse friozinho, dá uma preguiça né? Por isso esse post veio relembrar alguns personagens bem conhecidos por ficar no ócio.

 Quem não conhece o Garfield?  Um gato laranja listrado. Preguiçoso, guloso, viciado em café, amante de televisão e acima de tudo, sarcástico. Adora chutar Odie, o cachorro estúpido da mesa, andar com seu ursinho Pooky, arrotar, caçar pássaros e carteiros, o seu prato favorito é lasanha. Odeia segunda-feira, passas, Nermal, dietas (que vez ou outra Jon lhe impõe) e caçar ratos ("lábios que tocam num rato jamais tocarão os meus").
Seu dono é o cartunista Jon Arbuckle,  ou como Garfiel disse em sua primeira aparição: meu cartunista.
Criado por Jim Davis, a tirinha que hoje é publicada em 2570 jornais em todo o mundo, apareceu pela primeira vez em 19 de junho de 1978.


 E o Zé Carioca que é realmente um típico brasileiro, além de apreciar a nossa tradicional comida, é preguiçoso, dá um jeitinho para levar vantagem nos negócios e aprecia como ninguém uma sombra e água fresca. Foi criado por Walt Disney quando estava no rio de Janeiro.

O papagaio brasileiro foi criado para o filme “Alô, amigos”, de 1942. Era um desenho que mostrava a América do Sul e o Zé ciceroneou o Pato Donald em terras brasileiras. Ao som de Aquarela do Brasil (Ari Barroso) e Tico-tico no fubá (Zequinha de Abreu), eles beberam cachaça e sambaram juntos e o filme popularizou as duas músicas no exterior. Três anos depois, o papagaio apareceu novamente em “Você já foi à Bahia?”

Comentários

Postagens mais visitadas