Pular para o conteúdo principal

Destaques

Lançamento do Unicom Conflitos reúne profissionais para debate com alunos

A nova edição do Jornal Unicom, produzida em cima do tema “Conflitos que transformam”, teve o lançamento oficial na noite dessa segunda-feira, 27, em um evento onde o assunto central da publicação foi debatido. Mediado pelo professor Demétrio de Azeredo Sóster, o debate iniciou após as 19h30, no auditório do Memorial da Unisc, e teve como convidados à mesa o jornalista Rodrigo Lopes, a psicóloga e socióloga Gabriela Maia e o sociólogo e professor Luiz Augusto Campis.
No primeiro momento, os três convidados tiveram a oportunidade de falar sobre conflitos que transformam – para o bem ou para o mal – a partir das perspectivas profissionais e pessoais de cada um. Quem deu início a essa fase foi Gabriela, que tratou majoritariamente sobre questões de gênero e a violência acerca disso. Dando sequência, com uma perspectiva mais sociológica, Campis falou sobre a Teoria do Conflito Social, de Karl Marx, relacionando-a com a realidade. Para finalizar, Lopes fez uma breve apresentação sobre a …

A cara da política em debate


Dizer que a noite de ontem foi produtiva é pouco. O painel “Qual é a cara da política”, promovido pelo núcleo de Relações Públicas do Unicom, foi uma grande oportunidade de nos familiarizarmos ainda mais com o tema que elegemos para o nosso jornal.


Painel debateu o tema do próximo Unicom 

Num bate-papo que contou com a interação do público, o professor de sociologia Valter Freitas, o Pró-Reitor de Planejamento da Unisc, João Pedro Schmidt, e o advogado Henrique Hermany abordaram o assunto. Ao longo do painel, aspectos como o envolvimento (ou a falta dele) dos jovens na política, coligações partidárias, eleições, corrupção e os rumos da política entraram em discussão.

Confira nas fotos e citações um pouco do que rolou por lá!



Valter Freitas:“A política é a arte do impossível”


Henrique Hermany:
“A política começa dentro de casa. Somos seres políticos”

“A política é o retrato da sociedade”

“Se houvesse uma maior participação da sociedade, a política poderia ter um cenário diferente”



Público interagiu com os painelistas

João Pedro Schmidt:

"Política não é algo parcial, é fruto de um contexto social como um todo".

“A maioria das pessoas não está profundamente envolvida na política. Há momentos em que as pessoas se envolvem mais”


Evento teve cobertura pelo Twitter


Valter Freitas:
“As questões da democracia nunca estiveram tão carentes de legitimidade quanto estão hoje”

"Eu acredito na ágora moderna. A gente tem que ir para a rua e obrigar as instituições a irem a favor da nossa vontade"


A política por si só não corrompe. A política corrompe aqueles que tem propensão 
a serem corruptos”


Crédito das fotos: Adriane Senger e Juliana Bencke.

Comentários

Postagens mais visitadas