Pular para o conteúdo principal

Destaques

Lançamento do Unicom Conflitos reúne profissionais para debate com alunos

A nova edição do Jornal Unicom, produzida em cima do tema “Conflitos que transformam”, teve o lançamento oficial na noite dessa segunda-feira, 27, em um evento onde o assunto central da publicação foi debatido. Mediado pelo professor Demétrio de Azeredo Sóster, o debate iniciou após as 19h30, no auditório do Memorial da Unisc, e teve como convidados à mesa o jornalista Rodrigo Lopes, a psicóloga e socióloga Gabriela Maia e o sociólogo e professor Luiz Augusto Campis.
No primeiro momento, os três convidados tiveram a oportunidade de falar sobre conflitos que transformam – para o bem ou para o mal – a partir das perspectivas profissionais e pessoais de cada um. Quem deu início a essa fase foi Gabriela, que tratou majoritariamente sobre questões de gênero e a violência acerca disso. Dando sequência, com uma perspectiva mais sociológica, Campis falou sobre a Teoria do Conflito Social, de Karl Marx, relacionando-a com a realidade. Para finalizar, Lopes fez uma breve apresentação sobre a …

Pesquisa revela opinião dos leitores sobre o Unicom

O que você acha do Unicom? Mais de cem pessoas responderam essa e outras questões na nova pesquisa realizada pelos acadêmicos da disciplina de Produção em Mídia Impressa 2014/1, ministrada pelo professor Demétrio de Azeredo Soster. Com o objetivo de aperfeiçoar o jornal e atrair, cada vez mais leitores o questionário trouxe 14 perguntas em que o público pôde opinar, comentar, sugerir ideias e temas, além de indicar mudanças nos diferentes aspectos do Unicom.


Em parceria com os acadêmicos de Relações Públicas, a pesquisa de opinião foi aplicada pela primeira vez em 2010, com duração de um mês. Na época foram ouvidas cem pessoas e os dados revelaram que 74% dos participantes se situavam entre os 18 a 25 anos e, com 54% as reportagens ficavam no topo da lista de preferências relacionado aos conteúdos no Unicom.
Desta vez, a enquete durou 12 dias e obteve 114 respostas. Neste contexto 82% das pessoas possuem entre 18 a 25 anos, 66,58% delas preferem as reportagens, enquanto 23,20% escolheram as fotografias como ponto forte do jornal. Sobre mudanças no Unicom, o mais votado foi o formato com 33,29% e, logo atrás, ficou a diagramação com 26,23%.
Para as próximas edições do jornal-laboratório, as questões abordadas pelos leitores, serão estudadas pela turma a fim de produzir um Unicom que agrade, cada vez mais, o público. A edição que está em processo tem como tema Separações e pode ser acompanhada aqui no blog ou pela página no Facebook

Quem quiser conferir a pesquisa completa, realizada pela colega Bianca Cardoso, é só clicar no link.




Comentários

Postagens mais visitadas