quinta-feira, 27 de março de 2014

Separação eterna



Seu Orlei se separou de algo que nunca mais vai voltar. Se ele sente falta? Sem dúvida, mas isso já não é mais problema para ele. Ele aprendeu a deixar no passado, viver o presente. Ele venceu.
Quem o ouve contar, mal consegue acreditar. Hoje tudo parece tão fácil. Mas o olhar sincero de Seu Orlei não esconde. O coração dispara quando ele fala. Relembrar esta separação lhe faz encher os olhos de lágrimas.



Eu, como repórter, por pouco, não me peguei chorando na tarde daquele sábado, 9 de março. Mas tomei cuidado para Seu Orlei não notar, afinal, era a segunda vez que ele estava falando comigo e a primeira que estava me recebendo em sua casa. Ficaria feio demais.
Durante quatro horas conversei com ele e sua esposa, Suzana. Fiz dezenas de perguntas, desde as mais óbvias, até as mais inesperadas. Curiosa, me deparei com um mundo que eu ainda não conhecia, o que me fez largar uma pergunta atrás da outra. Até pedi desculpas para Seu Orlei quando achei que estava invadindo demais a privacidade e o passado dele.
Mas, Seu Orlei é gente fina demais. Mesmo assim, ele deu boas risadas comigo.
Tirei uma tarde com uma missão, mas saí de lá, convicta de que levei uma lição de vida.
Foi uma experiência desafiadora e, que agora, busco compartilhar com vocês.


Quer saber qual foi a separação que marcou a história dele?


Vem aí, o Unicom 2014. Aguarde!




Nenhum comentário:

Postar um comentário