quarta-feira, 26 de março de 2014

Somos separados todos os dias

O processo de separação não é fácil.Não falo de processo judicial, mas processo de vida, de emoções.Separar de quem ou de que gostamos nos deixa frágil, mas ao mesmo tempo fortes. No início de todo o processo parece que o mundo acaba, porém o tempo, nosso maior amigo, se encarrega de ajeitar tudo. Mas há outros tipos de separações mais leves, porém, não menos penosa. Toda mãe que ao deixar o filho na escolinha pela primeira vez, acaba desabando, não há outro processo. E o que falar da pessoa que mora sozinha com seu cãozinho de estimação e precisa sair para trabalhar ou estudar? Dos amantes que passam um fim de semana maravilhoso e é chegada a hora de dar um "até breve"? Tudo isso são ciclos enfrentados por nós seres humanos. Situações das quais necessárias e temporárias, um dia tudo isso passa. Mas a separação entre a vida e a morte... essa não há remédio... a ser a esperança que fica de "um dia nos encontraremos".








Nenhum comentário:

Postar um comentário