Pular para o conteúdo principal

Destaques

Lançamento do Unicom Conflitos reúne profissionais para debate com alunos

A nova edição do Jornal Unicom, produzida em cima do tema “Conflitos que transformam”, teve o lançamento oficial na noite dessa segunda-feira, 27, em um evento onde o assunto central da publicação foi debatido. Mediado pelo professor Demétrio de Azeredo Sóster, o debate iniciou após as 19h30, no auditório do Memorial da Unisc, e teve como convidados à mesa o jornalista Rodrigo Lopes, a psicóloga e socióloga Gabriela Maia e o sociólogo e professor Luiz Augusto Campis.
No primeiro momento, os três convidados tiveram a oportunidade de falar sobre conflitos que transformam – para o bem ou para o mal – a partir das perspectivas profissionais e pessoais de cada um. Quem deu início a essa fase foi Gabriela, que tratou majoritariamente sobre questões de gênero e a violência acerca disso. Dando sequência, com uma perspectiva mais sociológica, Campis falou sobre a Teoria do Conflito Social, de Karl Marx, relacionando-a com a realidade. Para finalizar, Lopes fez uma breve apresentação sobre a …

Dica de filme

De que a vida é feita de separações, nós já sabemos. Mas de quais tipos estamos falando? Essa edição do Unicom, pretende abordar as separações diferentes, aquelas que podem acontecer de uma hora para outra, sem aviso, sem pedir licença ou que podem levar dias e até mesmo anos para se concretizar. Das mais sutis até as que deixam marcas profundas.



Para entrar no clima, aí vai uma separação que foge do comum. Alguém já ouviu falar no filme Sempre ao seu lado? Aposto como alguns disseram sim à esta resposta, já com lágrimas nos olhos. Aos que não conhecem a história é a seguinte: Parker Wilson (Richard Gere) é um professor universitário que, ao retornar do trabalho, encontra um filhote de cachorro da raça Akita. Parker, fica encantado com o filhote e o leva para casa, mesmo contra a vontade da esposa. Com o passar do tempo os dois - cachorro e homem - constroem uma linda amizade e Hatchi, como é chamado, passa a acompanhar o dono por todo lado. Até que Parker morre e, então, algo inesperado acontece: Hatchi, mesmo depois da separação forçada do dono, continua indo até a estação de trem esperar pelo retorno de Parker. Dia após dia, até sua própria morte.

O filme é extremamente lindo e emocionante. E, se querem saber, chorei todo o tempo. Quem quiser assistir pela primeira ou milésima vez, o filme vai passar na Sessão da Tarde, da Rede Globo, amanhã (8/04) às 14h30min. Aos que não querem chorar, fica meu aviso: Não assistam à Sessão da Tarde amanhã.



Assista ao trailer:







Comentários

Postagens mais visitadas