Pular para o conteúdo principal

Destaques

Lançamento do Unicom Conflitos reúne profissionais para debate com alunos

A nova edição do Jornal Unicom, produzida em cima do tema “Conflitos que transformam”, teve o lançamento oficial na noite dessa segunda-feira, 27, em um evento onde o assunto central da publicação foi debatido. Mediado pelo professor Demétrio de Azeredo Sóster, o debate iniciou após as 19h30, no auditório do Memorial da Unisc, e teve como convidados à mesa o jornalista Rodrigo Lopes, a psicóloga e socióloga Gabriela Maia e o sociólogo e professor Luiz Augusto Campis.
No primeiro momento, os três convidados tiveram a oportunidade de falar sobre conflitos que transformam – para o bem ou para o mal – a partir das perspectivas profissionais e pessoais de cada um. Quem deu início a essa fase foi Gabriela, que tratou majoritariamente sobre questões de gênero e a violência acerca disso. Dando sequência, com uma perspectiva mais sociológica, Campis falou sobre a Teoria do Conflito Social, de Karl Marx, relacionando-a com a realidade. Para finalizar, Lopes fez uma breve apresentação sobre a …

Estigma de vice

Na coluna bissemanal que escrevo no jornal Folha do Mate, por muitas vezes me deparo com críticas e elogios. No espaço de sábado, destaquei a passagem do Guarani de Venâncio Aires na era profissional e a sua frustrante batalha na busca pela conquista de um título estadual.



Em toda sua história, o Índio chegou a várias decisões, mas mantém o estigma de vice-campeão. Alguns leitores me contestam porque eu não reverencio simplesmente o acesso, o trabalho desenvolvido no clube, em vez de ficar batendo na tecla da conquista, do título, de erguer um troféu.

Em resumo, o Guarani tem quatro acessos no Rio Grande do Sul, porém nenhuma taça em sua galeria. Paralela à tarefa cumprida com a conquista do acesso à Série A2, no domingo passado, o título seria muito importante. Bons times foram montados no Edmundo Feix, mas, por ironia do destino, o Guarani não consegue marcar sua história com troféus.

E a opinião de cada um é preciso ser respeitada. 

Comentários

Postagens mais visitadas