quinta-feira, 19 de março de 2015

Lugar-comum

Falar sobre estradas e lugares não é fácil. A tarefa é difícil não só pela parte descritiva, mas por aquilo que evoca no ser humano. Desde os primórdios escrevemos, falamos, pensamos e sonhamos com o desconhecido. Somos desbravadores por natureza e por necessidade. Nunca estivemos tão conectados e nunca procuramos tanto por um lugar para ficarmos a sós. Isso é reproduzido pelos filmes (Wild e Interstellar), tanto pela literatura (On The Road, Into The Wild) e pela arte em geral. Convivemos em comunidade por necessidade, mas procuramos a solidão para a quietude, o desbravamento interior, a necessidade de reflexão.
Quando foi decidido que iríamos falar de estradas, me questionei qual direcionamento dar para a minha (futura) matéria. Hoje, decidi deixar o instinto me levar e aproveitar o passeio.



Nenhum comentário:

Postar um comentário