quarta-feira, 24 de junho de 2015

A simplicidade encanta

Dona Lilian e sua lida diária: a ordenha manual 
Foto: Julianne Wagner




Ontem, ao ler uma crônica da jornalista Martha Medeiros em uma edição de 2014 do caderno Donna, do jornal Zero Hora, deparei-me com várias análises acerca do perfil da juventude atual. Uma delas, em particular, emocionou-me: resumidamente, Martha analisa que, para os jovens, sucesso está relacionado à conquista de poder ir ao trabalho de bicicleta, e não ocupar uma vaga vip na vaga de estacionamento da empresa.

"E por que a emoção?", você pode estar se questionando. Bem, como já citado em uma postagem anterior (clique aqui e veja a publicação), minha reportagem para o próximo Unicom retrata com delicadeza a "vida no campo", em especial a "lida" com as vacas leiteiras. Nas horas em que passei acompanhando as fontes foi exatamente essa afirmação defendida por Martha que me dominou: Almejo a simplicidade!, o que significa tanto usar a bike como meio de transporte quanto comer uma bergamota direto do pé no caminho para o trabalho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário