Pular para o conteúdo principal

Destaques

Editorial: Peças que não se encaixam

Olá!

Seja bem-vindo ao nosso Unicom. Digo nosso, porque mesmo que ele já tenha passado por tantas mãos e ainda será de tantos outros acadêmicos, neste momento ele nos pertence. Logo mais, você vai conhecer o rosto de cada um de nós e já lhes adianto: certamente somos peças que muitas vezes – se não todas – não se encaixam. Afinal, como diz o velho ditado: ninguém é igual e cada louco tem as suas manias. O que é a mais pura verdade!

E é em meio a essa confusão de características que surgiu a primeira edição do nosso jornal-laboratorial do segundo semestre de 2017: o Unicom Conflitos que transformam. Sabe aqueles momentos que as peças do quebra-cabeça realmente não encontram sintonia? Pois então, é disso que estamos falando! As marcas verdes, nas reportagens, são para trazer ou despertar a esperança dentro de nós.

A cor rosa, simboliza a inspiração que precisamos para superar ou mudar situações não tão bonitas das nossas vidas. Nas próximas postagens lhe convidamos para conhecer as h…

Escolhas determinam resultados

E para a última edição do UNICOM deste semestre senti a necessidade de escrever sobre um assunto que gera bastante polêmica e divide opiniões: padrões de beleza. O gancho para minha matéria é tatuagens. Meu case: Aíscha Garcia, princesa da Oktoberfest de Santa Cruz do Sul.  

Optei por usar uma linguagem mais literária para tornar o assunto envolvente, não tão duro, nem tão óbvio. Parti da ideia de que a narrativa construida dessa forma discute o que pretendo, mostrando que muito além de uma pessoa ser ou não tatuada, magra, gorda, loira ou morena, existem outras coisas que determinam quem realmente somos. 
Além da Aischa, conversei também com o tatuador dela, Maiquel Moraes. O que me possibilitou uma angulação mais abrangente. 

A matéria nem saiu ainda nessa edição mas a contar pelas pessoas e veículos que já me procuraram, ela promete render grandes discussões. Estou feliz por isso.



Comentários

Postagens mais visitadas